Qual a diferença do inglês americano para o inglês britânico?

Qual a diferença do inglês americano para o inglês britânico?

Qual a diferença do inglês americano para o inglês britânico? Como podemos compreender as diferenças dessas duas línguas, que apesar de serem extremamente parecidas, e, consequentemente uma derivar da outra, ainda sim são diferentes quando analisadas de perto?

Você já notou que praticamente em qualquer país do mundo que visitar, alguém falará inglês? Isso se deve ao fato de que os ingleses, ainda na época das descobertas, foram responsáveis por colonizar boa parte do mundo, além de influenciar outra grande parcela através de seus costumes, como a língua.

Porém, com o tempo se houve uma distinção muito grande entre o inglês norte-americano, dos Estados Unidos, e do inglês britânico, da região do Reino Unido, mais especificamente da Inglaterra. Neste conteúdo vamos analisar de forma mais detalhada quais são essas distinções e como podemos aprender a conviver com as mesmas. Caso queira aprender qual a diferença do inglês americano para o inglês britânico, leia conosco. Vamos lá!

Qual a diferença do inglês americano para o inglês britânico na pronúncia?

Qual a diferença do inglês americano para o inglês britânico?
Qual a diferença do inglês americano para o inglês britânico na pronúncia? | Fonte: Pixabay.

Qual a diferença do inglês americano para o inglês britânico na pronúncia? Muitas vezes até mesmo falantes nativos não entendem as outras variantes do inglês 100% e isso é um fato incontestável. Por exemplo, muitas pessoas acham estranho que alguns norte-americanos usem legendas em inglês para assistir a filmes ou séries de TV britânicas. Digamos que não sejam estritamente necessários, mas muitos consideram essas legendas úteis e que ajudam a acompanhar melhor o que se está vendo.

Com isso em mente, tente não se sentir culpado se não entender cada palavra de um filme ou vídeo, ou se ativar as legendas,assim como não há mal em pedir a alguém que repita o que disse durante uma conversa. No entanto, existem algumas diferenças importantes entre os dois sotaques e conhecê-los pode ajudá-lo, principalmente no quesito pronúncia.

Lembre-se, há muitas diferenças até mesmo entre os diferentes sotaques americanos, enquanto aqueles que distinguem os dialetos britânicos são ainda mais numerosos. Obviamente, seria impossível lidar com todas as diferenças entre todas as variações do inglês, mas as que propomos abaixo são as mais notáveis. Leia:

Qual a diferença do inglês americano para o inglês britânico? A pronúncia da letra R

Esta é uma das diferenças mais óbvias entre as duas variantes do inglês. No inglês americano, se a letra “R” for encontrada no final de uma frase, ela geralmente é pronunciada. Na maioria dos dialetos do inglês britânico, entretanto, não é pronunciada. Um bom exemplo dessa particularidade pode ser a palavra “Computer”.

Lembre-se de que esta regra se aplica apenas a “R's” que estão no final de uma palavra. Em todos os dialetos, os “R's” que estão no início de uma palavra, como em “Red” (vermelho), ou no centro como em “Barrier” (barreira), são sempre pronunciados. No entanto, o “R” na posição intermediária é geralmente “mais suave” e difícil de perceber no inglês britânico.

Além disso, existem até alguns dialetos do inglês americano que não pronunciam o R na posição final. Os últimos são comuns em algumas cidades do nordeste dos Estados Unidos, como Boston, bem como em algumas áreas dos estados do sul.

Qual a diferença do inglês americano para o inglês britânico? A pronúncia da letra T

Uma característica distintiva do inglês americano é a tendência para fazer sons diferentes (geralmente uma letra T, seja simples ou dupla) em um som semelhante ao da letra R. No inglês britânico, isso acontece com menos frequência e os “T” são geralmente pronunciados com maior clareza.

Tente ouvir o exemplo com a palavra “Computer” novamente. Se você prestar atenção ao som da letra T, verá que ela é um pouco mais pronunciada no inglês britânico. Esse recurso é muito mais evidente em palavras com T duplo, como “Bitter” (amargo).

No inglês americano, a palavra “Bitter” tem um som que nos parece ser uma palavra totalmente diferente. Para ter uma ideia melhor, experimente ouvir as diferentes pronúncias das palavras “Litter” (maca), “Better” (melhor) e “Butter” (manteiga).

Outra diferença é que os T's geralmente não são pronunciados no inglês americano. Por exemplo, no inglês americano, o T final de algumas palavras, especialmente as curtas como “What”, não são pronunciadas, enquanto no inglês britânico geralmente ocorre o oposto. A pronúncia americana do que se assemelha a “Wha”.

Outra circunstância em que os americanos não pronunciam o T é quando ele é precedido pela letra “N”. Um exemplo típico é a palavra “International” (internacional): quando pronunciada por um britânico, pelo contrário, o primeiro T é audível, enquanto muitos americanos o apagam e a palavra soa como “Inernational”. Lembre-se de que esse é mais comumente o caso na linguagem coloquial. Em situações formais ou situações que exigem a pronúncia mais clara possível, o T é pronunciado com mais clareza.

Qual a diferença do inglês americano para o inglês britânico nas vogais?

Qual a diferença do inglês americano para o inglês britânico?
Qual a diferença do inglês americano para o inglês britânico nas vogais? | Fonte: Pixabay.

Existem várias diferenças entre as vogais do inglês britânico e americano, mas algumas das explicações são um pouco técnicas demais e podem confundir os alunos mais inexperientes. Em geral, existem muitas vogais que têm um som diferente nessas duas variantes do inglês, mas a discrepância mais comumente percebida diz respeito à letra “A” em algumas palavras. Há um som fonético “AE”, que é essencialmente formado pela combinação de um E. Este som é muito comum no inglês americano, mas não no inglês britânico.

Como resultado, palavras como “Dance” (dança), “After” (depois de, após) ou “Mathematics” (matemática) irão soar muito diferentes dependendo do tipo de inglês falado. A diferença é difícil de descrever, por isso recomendamos que você ouça atentamente as palavras e observe as diferenças.

Como posso aprender a distinguir as duas línguas?

Como você pôde notar, não existe apenas uma resposta para a pergunta sobre qual a diferença do inglês americano para o inglês britânico, mas sim várias. Em suma, os britânicos são mais literais, fazendo com que o som da palavra siga muito a sua versão escrita, enquanto os americanos “comem” algumas letras para serem mais práticos.

Cursos de inglês em níveis intermediários ou avançados já podem ajudar você a compreender essas diferenças, que são essenciais de serem aprendidas caso esteja pensando em viajar para um país, mas acaba pronunciando o inglês de outra forma do que o local de destino. Até a próxima!